domingo, 4 de julho de 2010

Por fora e por dentro

Nas últimas semanas, nas revistas de cuscovilhices, tem-se falado muito do casamento da Princesa Victória da Suécia. O facto de ela ser a futura rainha e de o seu noivo ser aquilo a que alguns chamam um "plebeu" foi motivo de destaque. Numa revista que li (penso que foi a Caras), o destaque ia para as roupas. A semana passada, num dia de manhã, estava a fazer zapping e parei na SIC, onde estava no ar o programa "Companhia das Manhãs". Estavam a ser comentadas, precisamente, as roupas usadas pelos vários convidados. Entre os comentadores estavam pessoas como Lili Caneças e Cinha Jardim. A uma dada altura, mostrou-se uma foto dos pais do noivo (a foto acima). Imediatamente, deu-se ali um triste espectáculo: os ditos "comentadores", literalmente, gozaram com o casal. Gozaram com a sua roupa, com o seu aspecto, com a forma como se apresentaram. Um dos comentadores (não me recordo do nome) chegou ao ponto de dizer qualquer coisa como "Parecem daquelas caricaturas do Herman", ao que Cinha Jardim (penso eu, peço desculpa se estou enganada) responde "O que é que tu queres? Ele é reformado da segurança social e ela trabalha nos correios...". A isso apeteceu-me responder: "Olhe, ao menos eles trabalham!". É verdade que também criticaram os vestidos de algumas princesas e rainhas, mas de forma muito mais delicada e, certamente, sem a dose de mesquinhez com que o fizeram aqui.

Estas pessoas têm-se em tão boa conta, acham-se tão espectaculares e interessantes, que nem sei se percebem o quão ridículas e patéticas são. Será que se dão conta que são famosas por fazer... absolutamente nada? A sério, alguém me sabe dizer o que fazem a senhora Cinha Jardim, Lili Caneças e outras como elas? Estar ali sentadas a falar sobre a vida dos outros é fazer alguma coisa de útil para a sociedade? Eis o que eu vi nesta foto: um casal, feliz por estar a ver o filho casar-se com a mulher que ama. Mas, claro, o que importa são as roupas, é isso que os define. Não faria mal comentarem as roupas, mas fazê-lo com a crueldade e da forma presunçosa com que estes pseudo-comentadores o fizeram é de uma baixeza e pobreza de espírito sem nome.

Lembro-me de, aqui há uns anos, no telejornal da TVI, ter sido notícia o facto de Lili Caneças ter feito uma nova plástica. Nessa altura, o apresentador perguntou a Miguel Sousa Tavares, que na época era comentador do Jornal Nacional, qual a sua opinião. Ele respondeu qualquer coisa como: "A mim espanta-me que isto seja notícia, que se dedique minutos de um telejornal a falar de pessoas que são, bem, não-pessoas.". Claro que, imediatamente, lhe cortaram a palavra. Mas ele teve toda a razão. A senhora Lili Caneças e outras como ela deviam descer do pedestal e perceber, de uma vez por todas, que não são mais que os outros. Muito pelo contrário. E, já agora, tenho a certeza que Victoria da Suécia vai ser muito feliz: casou-se com o homem que ama. Viu para além das roupas.

E, já agora, aqui vai um palpite para o tema de que vão falar amanhã (ou no próximo programa em que participarem): o filho do Cristiano Ronaldo. Vai uma aposta?

Sem comentários:

Enviar um comentário