sábado, 25 de setembro de 2010

O que eu detesto

Olá pessoal. Decidi começar uma nova rubrica neste blogue. Chamar-se-á "O que eu detesto". E o tema de hoje é...

Números privados

Com certeza que já vos aconteceu ligarem para o vosso telemóvel de um número privado. Comigo acontece muitas vezes. Algumas vezes eu atendo e há, de facto, alguém do outro lado. Quase sempre trata-se de alguém a querer impingir-me (e já me aconteceram todos esses): seguros de saúde, medicamentos milagrosos, livros de receitas, enciclopédias, cartões de crédito sem juros e até, imaginem, leituras de tarot! Quando é assim eu digo logo que não estou interessada e desligo. O chato é que eles voltam a ligar e a insistir! Houve um que me ligou cinco vezes num dia! À quinta vez eu já nem o deixei falar, assim que atendi disse logo (com um tom de voz acima do normal): "Pare de me ligar, pare de me chatear, deixe-me em paz!". Esse tipo em particular nunca mais me ligou.

O que acontece é que às vezes atendo e não dizem nada. Eu digo "Estou, estou, estou!" e desligam passados uns segundos. Isso irrita-me tanto, que nem imaginam! E o pior é que não dá para bloquear estes números, seja quaL for a operadora. Por isso, desde há uns tempos para cá tomei uma decisão: não atendo números privados: é uma falta de respeito. Se querem mesmo falar comigo, identifiquem-se! Se ligarem de número privado e for urgente, deixem uma mensagem no voicemail. Senão, estão sem sorte.

3 comentários:

  1. Concordo prima!

    Como já te tinha dito também nunca atendo números privados!!! O mal é que agora os bancos e essas empresas já começam a ligar algumas vezes de números identificados, mas enfim...
    E não detestas também quando te ligam para fazer inquéritos? Eu digo sempre que estou a trabalhar e que não me dá jeito responder nessa altura, mas os gajos são teimosooooosss!

    ResponderEliminar
  2. Eu fico sempre na duvida...atendo...não atendo...e às vezes lá acabo por atender...e lá está...já apanhei pessoal a querer falar comigo, sem saber que o numero estava anonimo, e já apanhei grandes chatos...que so me apetecia nunca ter atendido!!

    ResponderEliminar
  3. Sim, inquéritos também. Houve uma vez um que demorou mais do que uma hora! Quando é inquéritos digo que não tenho tempo e se insistirem simplesmente desligo-lhes o telemóvel na cara. Quanto aos bancos, não é grave se não atender, porque normalmente o que eles querem é impingir-me cartões de crédito. Quando é algo verdadeiramente importante, mandam um carta para casa...

    ResponderEliminar